FANDOM


ConceitoEditar

Illuminati é um nome dado a vários grupos secretos, reais em algum sentido, fictícios em algum sentido. O grupo illuminati tradicional são os "Illuminati Bávaros". O simbolo associado é uma pirâmide com cindo lados (contando com a base) com um olho em seu topo, conhecido como "olho que tudo vê".

Um dos planos dos Illuminati é manter o equilíbrio e a ordem, controlando as pessoas, política e a economia. Eles estão atrás das maiores conspirações. Por isso os illuminati são inimigos dos Discordianos. Abaixo um trecho dos planos Illuminati para o mundo:

"[...]Então revelaremos que o controle político e econômico estará completo em poucas gerações e que nós estamos apenas brincando com o mundo um pouco antes que a civilização avance suficientemente para a fase cinco.[...]"[1]

OrigensEditar

Acredita-se hoje em dia que  Illuminati foi fundado por Adam Weishaupt, mas a verdade é que a sociedade já havia sido fundada a tempos por Hassan i Sabbah. Adam Weishaupt simplesmente a reformou dando continuidade aos objetivos da organização.


  • Fundado por Hassan i Sabbah, 1090 A.D. (5090 A.L.,4850 A.M.)                                                             
  • Reformada por Adam Weishaupt, 1776 A.D. (5776 A.L.,5536 A.M.)

Relação com o DiscordianismoEditar

De acordo com fontes confiáveis (nem tanto) os Illuminati teriam criado o Discordianismo para atrair crianças inocentes pela estrada de tijolos amarelos para o ocultismo. Uma possível teoria diz que eles são os criadores originais da palavra FNORD para a manipulação das pessoas.

Isso pode parecer besteira para os Discordianos que aprenderam que a histeria moderna dos Illuminati foi iniciada como uma piada de Discórdia por Lorde Omar Ravenhurst e Mordecai Malignatus, que afirmaram que ninguém estava falando sobre os Illuminati até que eles começaram a afirmar que existiam.

Cartas ultra secretas enviadas pelos Illuminati  para a POEE podem ser encontradas facilmente nos livros sagrados do Discordianismo (favor não disseminar tal fato).


  1. Principia Discordia. pág 72. O trecho se encontra em uma carta escrita pelos Illuminati para a POEE